Select Menu

Gif Flulink



Slider

Travel

Performance

Cute

My Place

Mercado Tricolor

Racing

» » » » » O passado unido ao presente: os amistosos internacionais do Fluminense
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Pelo segundo ano consecutivo, o Fluminense está realizando sua pré-temporada nos Estados Unidos, disputando a Florida Cup. Em 2015, perdeu para Bayer Leverkusen e Colonia (3x0 e 3x2, respectivamente) e em 2016 enfrentará Shakhtar e Internacional. Tudo isso visando uma melhor preparação para a temporada e a famigerada internacionalização da marca™.

Este hábito de disputar amistosos contra times do exterior já foi bastante frequente na história do Fluminense - embora, com exceção destes fatos recentes (ainda lembrando que o clube fez intertemporada na terra do Tio Sam em 2013), tenha se tornado uma coisa mais rara – e hoje aqui estou para lembrar algumas dessas partidas que considerei mais “relevantes”.

Como diria o Mr Óbvio, é recomendável “começar do começo”, logo, nada mais justo que falarmos da primeira partida internacional da grandiosa história do clube das Laranjeiras:

Fluminense 1x10 Corinthian-ING

Em 1910, o Fluminense recebeu uma equipe famosa de Londres para uma partida amistosa, o Corinthian. O colossal começou surpreendendo os estrangeiros, abrindo o placar com um gol de Oswaldo Gomes. Infelizmente, após isto, a supremacia dos visitantes foi vista em campo e o Fluminense sofreu não só a virada como uma acachapante goleada: 10x1.

Como fruto da excursão desta equipe pelo Brasil, eles - que já haviam sido homenageados por nada mais nada menos que o Real Madrid, cujo uniforme é baseado no uniforme do Corinthian – serviram de inspiração para a fundação do Sport Club Corinthians Paulista.

Equipe do Corinthian que veio ao Brasil em 1910. Foto: Veja


Fluminense 4x1 Sporting-POR

Um dos maiores clubes portugueses, que formou jogadores como Luís Figo e Cristiano Ronaldo, disputou um torneio amistoso contra o Fluminense no ano de 1928, a taça Vulcain. Na partida realizada no Rio de Janeiro, o tricolor passou por cima dos portugueses e venceu por 4x1. O detalhe mais importante deste jogo é, sem dúvidas, o fato desta ter sido a primeira partida em que os Leões utilizaram seu tradicional uniforme listrado horizontalmente em verde e branco.

Este jogo pode ter sido o maior público da história do lendário estádio das Laranjeiras, pois, além de ter lotação máxima nas arquibancadas e tribunas, o Fluminense mandou colocar 2000 cadeiras ao redor da pista de atletismo para atender a demanda de público.

A tradicional camisa sportinguista foi estreada contra o Fluminense, em 1928. Foto: Site oficial do Sporting.


Fluminense 8x1 Sportivo Luqueño-PAR

Em uma partida válida pelo torneio amistoso Copa de Montevidéu contra o Sportivo Luqueño, então atual campeão paraguaio, em Montevidéu, no ano de 1954, o Fluminense aplicou uma estrondosa goleada: 8x1. Este seria mais um amistoso sem muita relevância, não fosse o fato de, alguns anos depois, ter saído deste mesmo clube um dos maiores ídolos da história do Fluminense: Romerito, que é torcedor do adversário. Por sorte, Dom Romero nasceria apenas seis anos após o jogo e, portanto, não assistiu o seu time do coração ser humilhado. Já pensou se ele assiste a este duelo, toma raiva do Fluminense e recusa vir para cá em 1984, ano em que ele foi muito importante para a conquista do título brasileiro?
Fluminense 11x0 Istad-SUE

No ano de 1960, o Fluminense fez uma excursão pela Suécia, onde disputou vários amistosos. Em um deles, enfrentou o Istad e venceu por 11x0, na pequena cidade de Borrby, que possui apenas 930 habitantes. O destaque da partida, contudo, não foi “somente” a goleada: Lennart “Nacka” Skoglund, considerado o “Garrincha sueco”, grande destaque da seleção sueca, finalista da Copa de 1958, tentou a liberação com a federação para jogar no time local, mas o pedido foi negado e ele acabou disputando o amistoso pelo Fluminense. Jogou apenas 45 minutos, quando supostamente saiu machucado, apesar de correrem boatos de que ele teria ido cantar numa cidade vizinha.

A história não acaba aí: 50 anos após a fatídica partida, o irmão de Nacka, Karl-Event Skoglund, inaugurou na cidade em que ocorreu a partida uma estátua de cerâmica do ponta-esquerda sueco com a camisa do Fluminense. Isso que é internacionalização da marca!

A estátua do Fluminense, na cidade de Borrby. Foto: SRZD


Seleção do Suriname 4x0 Fluminense

“Como alguém consegue tomar de 4x0 da seleção do SURINAME?”. Essa foi, mais ou menos, a minha reação ao saber deste jogo (possivelmente incrementada com alguns palavrões, o que é melhor não registrar). O único local onde consegui encontrar informações sobre este jogo foi no livro História do Fluminense – tomo II, 1952-1968, de Paulo Coelho Netto e nele só há o registro da existência da partida, sem maiores detalhes. Mas, convenhamos, detalhes não têm importância quando se toma 4x0 da possante seleção do Suriname.

Fluminense 1x0 Bayern-ALE

         Ano de 1975, estreia de Paulo César Caju pelo Fluminense e a Máquina Tricolor recebia, em um amistoso, ninguém menos que o atual bicampeão europeu e base da seleção alemã campeã do mundo em 1974, Bayern. Inegavelmente um timaço, mas o Fluminense não quis nem saber e dominou o jogo. O placar, porém, foi um magro 1x0, muito graças a grande atuação do goleiro Sepp Maier. O gol tricolor? Gerd Müller, um dos maiores artilheiros de todas as Copas, contra. Como é difícil ser gigante...

Foto: Jornalheiros


                Não acredita? Então tá aqui um vídeo com os melhores momentos da partida!


        Ficou faltando algum jogo? Diga nos comentários. Por hoje, é só. Saudações tricolores!

Autor: Filipe Capuano

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário

Deixe um comentário