Select Menu

Gif Flulink



Slider

Travel

Performance

Cute

My Place

Mercado Tricolor

Racing

» » » » » Sócio tricolor decide hoje presidente do próximo triênio
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga


Chegou o dia de decidir o futuro do Fluminense. Neste sábado, o eleitor tricolor escolhe, entre Pedro Abad, Mario Bittencourt e Celso Barros, o presidente para o triênio 2017-2019. Os sócios adimplentes poderão comparecer às Laranjeiras das 9h às 18h. Para votar, é preciso estar munido de identidade e documento com número do CPF incluso. 

A eleição de 2016 é a primeira em que o associado do futebol terá direito ao sufrágio, e esse foi um dos focos de Pedro Abad, da situação. Mario Bittencourt, por sua vez, criticou severamente alguns aspectos do atual modelo de sócio torcedor, como a impossibilidade de sócios residentes de outros Estados votarem pela internet. 

Celso Barros pautou sua plataforma de campanha nos anos em que comandava a Unimed e destinava parte dos recursos da empresa ao Fluminense. No período, Celso ficou conhecido pela participação na gestão do futebol e, por muitas vezes, bater de frente com outros dirigentes para fazer contratações que eram de seu interesse.

Em entrevista ao FluLink, Mario Bitencourt relembrou suas passagens pelo futebol do clube e questionou posturas e medidas do presidente Peter Siemsen. Destacou, também, a importância de montar um elenco competitivo em paralelo a uma boa gestão das finanças.

Em conversa com o site, Pedro Abad enalteceu a responsabilidade financeira nos dois mandatos de Peter e alertou para a importância de se aproximar mais dos sócios. Outro tópico abordado pelo candidato foi a necessidade do diálogo em diversas frentes, como na relação com a Ferj.

Celso Barros não concedeu entrevista ao FluLink, mas, no debate em que participou, fez questão de se colocar como “oposição de verdade” e direcionar críticas às outras duas campanhas. Nos últimos dias, o ex-mandatário da Unimed anunciou conversas com jogadores como Thiago Neves, Carlinhos e Maicon Bolt, que passaram pelo Fluminense em seu período como parceiro do clube.

Autor: Guilherme Bianchini

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário

Deixe um comentário