Select Menu

Gif Flulink



Slider

Travel

Performance

Cute

My Place

Mercado Tricolor

Racing

» » » » » O Dinamitador
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Com o adventodo profissionalismo no futebol carioca, o Fluminense, que estava na seca desde 1924, decidiu investir pesado para mudar esse panorama. Destaques do futebol brasileiro, como Romeu Pelliciari, Tim, Batatais e Hércules, chegaram ao Tricolor para trazer o clube de volta ao seu lugar natural: o posto de campeão.

Dentro desse timaço, que foi tricampeão em 36-37-38 e bicampeão em 40-41, quem eu gostaria de destacar aqui hoje é Hércules. Chegando proveniente do São Paulo da Floresta (clube embrião do atual São Paulo Futebol Clube), o ponta-esquerda se destacou principalmente pelo seu chute forte com ambas as pernas, o que lhe rendeu o apelido de Dinamitador: "Um canhão com a perna esquerda e um míssil com a perna direita". Peça fundamental daquele esquadrão, se consagrou como um dos grandes ídolos da história do Fluminense e chegou a disputar a Copa do Mundo de 1938 pela seleção brasileira, onde disputou duas partidas e não marcou nenhum gol. Além disso, é o maior artilheiro tricolor em flaFLUs, com 14 tentos. Um gigante da nossa história, definitivamente.

Hércules, o, hoje, quarto maior artilheiro da história do Fluminense. Foto: Site oficial do Fluminense Football Club


Pelo clube das Laranjeiras, obteve excelentes números, com 165 gols em 176 jogos, uma média de 0,93 gols por jogo. Este fantástico rendimento lhe rendeu o posto de terceiro maior artilheiro da história do clube... mas isso mudou. Recentemente, Fred o ultrapassou, se tornando o terceiro maior e, obviamente, jogando o Dinamitador para a quarta colocação. Ainda assim, nada mal, ainda mais se olharmos a absurda média. Um craque!

Nós, se não tivemos a honra de ver esse fantástico jogador em campo, estamos podendo ver a história sendo escrita, com o atual capitão e ídolo do clube quebrando recordes e escrevendo seu nome na belíssima história tricolor.

Fred ultrapassou Hércules e é o terceiro maior artilheiro da história do Fluminense, com 167 gols.


O Fluminense Football Club não tem história, ele É A HISTÓRIA, e isso tem sido provado dia após dia. De Horácio da Costa Santos, com o primeiro gol da história, passando por nomes como Henry Welfare, Hércules, Waldo, Telê, Orlando, Doval, Washington, Ézio e muitos outros, até chegar em Fred, o Fluminense continua gigante. E os rivais? Eles que voltem a remar! Saudações tricolores!

Autor: Filipe Capuano

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário

Deixe um comentário