Select Menu

Gif Flulink



Slider

Travel

Performance

Cute

My Place

Mercado Tricolor

Racing

» » » » » O Soberano Reinado Tricolor
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Salve, galera tricolor! Na quarta passada estreamos por aqui a série "FluLink Relembra", falando do histórico craque Paraguaio Romerito




E o nosso assunto de hoje é sobre um dos maiores times da história do Futebol Brasileiro. Uma máquina que conquistou 9 títulos entre 1936-1941 e reinou no Rio de Janeiro com 90 vitórias, 21 empates e 21 derrotas. 410 gols feitos, 106 só no Carioca de 1941 (recorde) e 187 gols contra. 
Um verdadeiro esquadrão recheados de craques e que cinco jogadores dali foram pra França em 1938 junto com a Seleção Brasileira disputar a Copa do Mundo e terminar no melhor resultado do Brasil em Copas do Mundo até então (3º lugar). O Fluminense já reinava antes do Maracanã.
Sem mais. Vamos direto ao ponto!

Essa máquina começou a ser modelada já no finzinho de 1935, quando o Fluminense viu a necessidade de formar uma forte equipe frente aos seus rivais. Tamanha era a força do futebol carioca naquele tempo que dos 22 jogadores convocados pra Copa do Mundo, 18 eram cariocas: Batatais, Romeu, Machado, Tim e Hércules representariam o Fluminense no mundial da França.
Então o club resolveu se reforçar e contratou diversos jogadores da vitoriosa Seleção Paulista, entre eles Batatais, Hércules, Romeu e Machado. Esses craques se juntaram ao goleador Russo e a Brant. Já em 1937, o Fluminense novamente vai a São Paulo e traz Tim, o El Peón, que no Campeonato Sul-Americano de 1936 ganhara o apelido dos torcedores argentinos, impressionados com a qualidade do seu futebol. O Fluminense ainda traz Carreiro em 1940, granade ponta esquerda que fez sucesso no São Cristóvão e o argentino Rongo, ex River Plate e goleador por lá nas décadas de 30 e 40 e que jogou no Fluminense em 1940-1941, sendo bi campeão carioca e dono de um recorde tricolor de 6 gols em um único jogo (contra o São Cristóvão em 1941). 

No Campeonato Carioca de 1936, o Fluminense se sagra campeão após bater o Flamengo num melhor de 3 jogos.
No 1º jogo, empate de 2x2, com gols de Russo e Hércules. Já no 2º jogo, um verdadeiro chocolate na equipe rubro-negra: vitória por 4x1, com 2  gols de Russo e 2 gols de Hércules. Então chega o 3º e último jogo: novamente um empate de 1x1, com gol de Hércules. 
O Fluminense foi campeão carioca de 1936 após 18 jogos e 11 vitórias, 5 empates e 2 derrotas. 64 gols a favor e 20 contra. Técnico: Carlos Magnano (uruguaio).



Time campeão de 1936. (Acervo FFC)

No Campeonato Carioca de 1937, o Fluminense se sagra campeão carioca após 22 jogos, 17 vitórias, 4 empates e apenas 1 derrota. 65 gols a favor e 22 contra. Técnico: Carlos Magnano (uruguaio).




No Campeonato Carioca de 1938, saímos campeões após 16 jogos, 12 vítorias, 2 empates e 2 derrotas. 53 gols a favor e 22 contra. Técnico: Carlos Magnano
No ano de 1938 ganhamos também a Taça Gardano, que mede 2,10 e pesando cerca de 120 kg, ela foi disputada entre Fluminense e Flamengo durante 1936, 1937 e 1938; e quem obtivesse mais vitórias em Fla x  Flu's levaria o troféu. Como de praxe, a Taça está agora na entrada da Sala de Troféus das Laranjeiras, após 4 vitórias do Fluminense, 2 do Flamengo e 4 empates.


Time Campeão em 1938. (Acervo FFC)

No Campeonato Carioca de 1940, o Fluminense conquista a taça após 24 jogos, 17 vitórias, 4 empates e 3 derrotas. 62 gols a favor e 31 contra.


Time campeão de 1940. (Jornal da Época)

No Campeonato Carioca de 1941 houve o lendário Fla Flu da Lagoa. Após estarmos vencendo por 2x0, com gols de Pedro Anorim e Russo, e após ter Carreiro expulso, Brant cansado e Batatais com a clavícula deslocada, e não podendo fazer substituições naquela época, com o placar tendo chegado ao empate, faltando 5 minutos pro fim da partida os jogadores tricolores começam a chutar as bolas em direção a Lagoa Rodrigo de Freitas, até então vizinha do Estádio da Gávea. Então a batalha campestre agora atinge as águas, com a equipe de remo rubro-negra indo buscar as bolas a toda velocidade. Esfria-se o jogo e o Fluminense se sagra campeão carioca de 1941!
Tivemos 29 jogos, com 22 vitórias, 5 empates e apenas 2 derrotas. 106 gols a favor (recorde absoluto) e 48 contra.


Time Campeão em 1941. (Acervo FFC)

O Time de 1941 perfilado. Em 1° plano Batatais, Renganeschi, Pedro Amorim, Carreiro, Tim, Machado, Malazzo, Romeu, Russo, Brant, Afonso e o Técnico Ondino Vieira

Romeu, Russo, Tim e Hércules. 

Além dos cinco cariocas conquistados, ainda vencemos um Torneio Extra (1941), um Torneio Municipal (1938) e dois Torneios Início (1940 e 1941).

OBS: Escolhi esse tema visto que muitas vezes essa máquina foi esquecida, mas foi a que mais foi venceu com a camisa das três cores que traduzem tradição. Sob o comando de Romeu, essa geração reinou soberana e com folgas de seus rivais no Rio de Janeiro. 
Nessa coluna semanal o intuito será sempre esse: levar a você, leitor, tricolor ou não, um pouco mais da brilhante história que o Fluminense Football Club possui, cheia de conquistas e superações. Vocês podem me encontrar lá no Fluhistory! Abraços e Saudações Tricolores.

Fonte de dados: Fluminense

Autor: Paulo Roberto Cabral

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

1 comentários